quarta-feira, 16 de abril de 2008




'' - A televisão, amigo Daniel, é o anticristo, e eu digo que bastarão três ou quatro gerações para as pessoas não saberem mais nem peidar por conta própria e para o ser humano volta à caverna, à barbárie medieval, a estados de imbecilidade que a lesma já superou por volta do Pleistoceno. Este mundo não vai acabar por causa da bomba atômica, como dizem os jornais, vai acabar, sim, de tanta risada, de tanta banalidade, por essa mania de se fazer piada com tudo e além do mais piadas ruins."


Tá parecendo textinho do Arnaldo Jabor né? Mas não é.
O trecho foi tirado do livro "A sombra do Vento" de Carlos Ruiz Zafón, que aliás foi presente de uma amiga.
A fala é do personagem Fermín Romero Torres, um mendigo das ruas de Barcelona nos tempos pós-guerra. Concordo com Romero, o mendigo, se é que ele existiu e falou isso.
Se não, rendo meus elogios à criatividade de Zafón..que em simples palavras descreveu para onde estamos caminhando.

Um comentário:

nanyvv- disse...

ual,pior que esse mendigo aí tem razão!
o povo está rindo de piadas ruins...é digamos que realmente a televisão está se tornando uma porcaria e a gente pode citar algumas pérolas que a maioria assiste:a praça é nossa,zorra total,malhação (que para mim,é a pior novela da rede globo meu Deus)e entre outros.é,creio que o fim está proximo!
não vejo a hora de ler esse livro aí!beijos mana te amo :*